Google busca melhorar a experiência do usuário

Já comentamos em um post aqui como o Google está de monitorando os anúncios e sites, já que uma das coisas que eles mais presam é a experiência de usuários. Esse monitoramento mais pesado começou em 2015 e pretende ficar cada vez mais rigoroso.

O Google já afirmou que considera o excesso de anúncios um prejudicial para o UX (User Experience).  Alguns dos anúncios prioridade do combate são: anúncios de produtos falsificados, invasores especialistas no roubo de dados, produtos farmacêuticos que fazem promessas enganosas e divulgação de suplementos emagrecedores.

Em meio a esse conjunto de anúncios 780 milhões que violam o conjunto de políticas da companhia foram bloqueados antes até de serem vistos pelos usuários, fora isso mais de 10 mil sites e 18 mil contas também foram bloqueadas.

Hoje, uma equipe com mais de mil pessoas dedica-se a resolver esses problemas.

Além de monitorar esse tipo de anúncio em desktop, também estão monitorando o mobile, nessa plataforma foram bloqueados mais de 25 mil aplicativos que continham violação, como a inserção de anúncios próximos a botões, o que induzia ao clique acidental.

Tanto anúncios quanto sites não podem ser invasivos, devem respeitar o cliente, não fazendo promessas enganosas ou sobrecarregando o usuário de propaganda.

Nos sites até a questão “possui plataforma mobile” é um dos pontos que o Google analisa na hora de deixa-lo visível aos usuários e de ranquear o site em suas pesquisas.

Nós possuímos plataformas para desenvolvimento de sites e de lojas online, onde possuem perfil responsivo, sendo de fácil acesso em desktop ou em versão mobile.

Conheça nossa plataforma de criação sites clicando aqui, e nossa plataforma para loja online clicando aqui.

 

(42)3223-1295

Ponta Grossa

(41)3025-5156

Curitiba

COMPRE PELO CHAT