O que o fim da Motorola muda para o consumidor?


11-01

A Lenovo comprou a Motorola da Google por US$ 2,91 bilhões em 2014 e com isso, anunciou que vai acabar de vez  com a marca.

Isso quer dizer que não haverá mais smartphones lançados com o nome “Motorola”, mas sim pela própria Lenovo. Ao que tudo indica a marca final será “Moto by Lenovo”, ou seja, o título da linha “Moto” ainda vai existir. O M que é marca nos aparelhos também continuará existindo.

A marca mandou um comunicado para a imprensa que diz: “A Motorola Mobility continua a existir como parte do grupo Lenovo e vai liderar as áreas de engenharia e design em todos os nossos produtos móveis. No entanto, para a nossa estratégia de marketing, vamos adotar duas marcas em smartphones e wearables e seguir, daqui para frente, com Moto e Vibe globalmente.”

De acordo com algumas declarações de Rick Osterloh, os smartphones da linha Moto irão se tornar aparelhos super premium. A Lenovo irá investir em design e construção desses produtos para apelar para um nicho de mercado mais exigente, onde as dominantes são Samsung e Apple.

As questões de assistência técnica continuarão acontecendo muito bem, já que a Lenovo já dona da Motorola faz 2 anos e sempre investiram muito nas questões pós-venda.

Em um comunicado oficial foi dito o seguinte: “A Motorola Mobility continua a existir como parte do grupo Lenovo e vai liderar as áreas de engenharia e design em todos os nossos produtos móveis. No entanto, para a nossa estratégia de marketing, vamos adotar duas marcas em smartphones e wearables e seguir, daqui para frente, com Moto e Vibe globalmente.”

Agora vamos esperar apenas melhorias apesar do preço ficar mais salgado.

O que você achou da novidade? Preferia como antes ou acredita nas melhorias?

 

#Comentários

Comentários