Como fazer a migração do sistema de gestão do seu restaurante

Ter um sistema de gestão para restaurante que atende sua necessidade é fundamental. Do que adianta ter um cardápio variado e aquele ambiente agradável, se no momento de atender o cliente o sistema trava? Para os cafés, lanchonetes ou restaurantes enfrentarem a realidade da concorrência, o fluxo de giro entre estoque, atendimento, entrega e caixa tem que estar acontecendo precisamente. Caso algum desses itens não esteja funcionando 100% e o motivo seja alguma carência no gerenciamento interno do estabelecimento, a melhor saída é fazer a migração de sistema de gestão de restaurante.

Sistema de gestao para restaurante com qualidade e seguranca

O sistema de gestão para restaurante precisa te oferecer qualidade e segurança.

É hora de migrar o seu sistema de gestão para restaurante

Hoje o grande número de softwares disponíveis para contratação no mercado deixa dúvidas de qual a melhor opção escolher e, se em um passo falso, você optar por aquele que não se enquadra no seu empreendimento, fica ainda mais difícil.

Nem sempre a migração de sistema de gestão de restaurante é vista com bons olhos, mas é normal ficar inseguro. Os dados do seu negócio são muito importantes e você não pode correr o risco de perdê-los. O que você precisa ter claro, é que um software de qualidade vai garantir facilidade nos processos, melhorias no atendimento aos clientes, segurança e por consequência, o aumento da lucratividade.

Migrar de sistema em pequena empresa é fácil?

Para migrar de sistema é necessário se planejar. Veja algumas orientações:

1 – Procure uma empresa que preste um bom suporte:

O primeiro passo é pesquisar e trocar informações com outros empreendedores do segmento. Não adianta querer migrar o sistema de gestão para restaurante sem antes ter certeza que o novo software é melhor escolha. Lembre-se, o custo não é o principal fator a ser analisado.

2– Momento certo:

A migração de sistema de gestão de restaurante pode ser feita em dias em que o processo não vá prejudicar o fluxo de trabalho, por isso, dê preferência por períodos mais “tranquilos”. Cada empresa tem o seu momento, analise a sua realidade antes de tomar a decisão.

3 – O que será migrado:

Produtos, fornecedores e clientes. Para isso, você terá que ajudar a equipe contratada para realizar a migração, disponibilizando esses dados já exportados do sistema antigo. Nesse momento, é importante você ter escolhido um novo sistema que importa informações facilmente. Um bom sistema faz a leitura de dados Excel exportados anteriormente e facilita a transferência de informações.

4 – Adaptação:

Após o processo de migração ser finalizado, é hora de se adaptar ao seu novo sistema de gestão para restaurante. Essa fase requer cuidados, paciência e treinamento. Além disso, se você acertou na escolha do novo software, essa etapa será feita com muito mais tranquilidade. Uma boa desenvolvedora oferece treinamento presencial para se certificar de que você e sua equipe entendeu o funcionamento do sistema.

Qual diferencial o seu novo sistema de gestão para restaurante precisa ter? 

Como adiantamos, você tem que encontrar um sistema de gestão adaptado ao perfil da sua empresa e que seja voltado para o segmento da alimentação. Este ramo possui regras específicas e exigirá que o novo software cumpra seu objetivo com perfeição. Comece tendo em mente o que você deseja, o quanto está disposto a pagar mensalmente e depois analise com atenção as propostas disponíveis no mercado.

Para te ajudar, selecionamos algumas funções que o sistema a ser contratado precisa ter.

  • Organização – O sistema de gestão para o seu restaurante será contratado para te auxiliar e dar segurança nas tarefas diárias, logo, a administração de cadastros de clientes, fornecedores, vendedores, por exemplo, precisa estar disponível de maneira ágil e simples. Oferecer controle de estoque e validade dos produtos também é importante.
  • Integração e acesso em nuvem – Hoje as funcionalidades tecnológicas são responsáveis por otimizar o trabalho dentro das organizações. Atendimento via dispositivos móveis, assim como o armazenamento em nuvem e acesso facilitado, precisam estar dentro do seu novo sistema.
  • Suporte – O gerenciamento do seu restaurante não pode ter falhas, mas está sujeito a imprevistos e um suporte adequado é primordial. Você deve encontrar um suporte diferenciado que possa prestar atendimento imediato e principalmente, rápido. Um exemplo disso é a Finer, que presta suporte 24 horas.
  • Gestão fiscal – Para cumprir com legislação fiscal, as empresas são obrigadas a emitir NF-e, NFS-e, busque um gerenciador que facilite esta ação e já venha com sistema de emissão de notas fiscais, tornando a administração financeira mais eficiente e integrada.
  • Relatórios – Um software que oferece relatórios com métricas frequentes ajuda no controle das suas metas, garante que você acompanhe desempenho econômico e a evolução do seu negócio.
  • Segurança – Você precisa ter a garantia que os seus dados estão seguros. O sistema de gerenciamento, nada mais é do que um controle de tudo o que é movimentado na empresa e essas informações não podem ser perdidas. O armazenamento em nuvem é importante por este motivo, além do acesso simplificado, ele assegura que os documentos da empresa estejam mais seguros.
Sistema que apresenta relatorios

Um sistema com apresentação de relatórios é vital para acompanhar a evolução da empresa.

É interessante também conferir quais vantagens, além das essenciais, o sistema oferece para o seu negócio. Por exemplo, o Finer Foods cumpre com as funções listadas e ainda apresenta outras facilidades. Conheça mais sobre o software a seguir.

O melhor sistema de gestão para restaurante: Finer Foods

O software de gerenciamento “Finer Foods” foi desenvolvido especialmente para o ramo alimentício. Seu objetivo é auxiliar na administração de bares, restaurantes, padarias, entre outros. Alguns dos benefícios oferecidos pelo Finer Foods são:

– Controle de clientes;

– Controle de fornecedores;

– Controle de compras;

– Controle de estoque e produtos;

– Controle de convênios;

– Controle financeiro;

– Gestão de vendedores;

– Gestão completa de transportadoras;

– Implantação e treinamento in-loco,

– Controle de metas;

– Emissão de NF-e e NFC-e;

– Nota Fiscal de entrada automática;

– Controle de contas a pagar

– Sistema de ponto de venda (PDV);

– Atendimento via tablet/celular;

– Estatísticas e relatórios;

– Pré-venda;

– Controle da cozinha. 

Se ainda está em dúvida quanto a migração de sistema de gestão de restaurantes, nossa equipe vai te ajudar.

Entre em contato, informe-se e, acima de tudo, esteja seguro do passo fundamental que fortalecerá a sua empresa.